Author Archives: James

…e que se faça a luz!

Após inúmeros teste de iluminação, uma dica do meu orientador Fernando Gutierrez, acabou por sulucionar essa questão. Aparentemente o melhor método para iluminar um personagem 3D num ambiente realista (foto) é usar uma imagem HDRI que simule a iluminação do ambiente.

Fiz alguns testes com imagens de um banco HDRI free, aplicando a imagem em uma esfera envolvendo a cena toda e ocultando-a do render. Posicionei uma foto no fundo da cena como referência e coloquei um plano acompanhando a perspectiva pra captar a projeção da sombra.

Basicamente a cena é a composição de 4 imagens. A foto de fundo, um render pass do personagem iluminado, um render pass de occlusion, e um render pass da sombra.

Fiz a sombra apanas para testar como funcionaria a iluminação com HDR e a projeção da sombra gerada por um spot. O ângulo de onde estaria o Sol e a densidade da sombra estão claramente equivocados.
Essa imagem serviu para que eu concluísse a monografia e detalhasse o processo. O que explica também a ausência de posts aqui do blog.

Terminada a monografia, agora volto a fazer testes de render, como o da imagem abaixo.

A idéia aqui é trabalhar melhor o posicionamento da câmera, para valorizar a texturização do personagem com ângulos mais atrativos. Também quero melhorar a pose do personagem, mas acho que vou ter que refazer o setup dos bones (rig) e adicionar alguns controladores para facilitar a animação.

A pós-graduação acabou com a conclusão da monografia nessa etapa. Mas pretendo dar continuidade ao projeto. Tomara.

A texturizada final (ou não)

Encerrei a etapa de texturização do personagem. Não por achar que está satisfatório, longe disso, mas por total falta de tempo. Considero que até esse ponto, tenha sido suficiente para aprender os princípios da coisa e exercitá-los. Além de ter uma vaga noção de até onde eu poderia chegar com isso.

Acredito que, depois que colocar o personagem 3D no cenário 2D, e fizer a iluminação da cena, sejam necessários alguns ajustes na textura. E mesmo após, quando/se conseguir “fazer chover”, outros ajustes possivelmente serão feitos. Veremos.